Notícia



← Voltar à página de notícias

O lamentável caso do Centro Cultural Distrital

"Ficou assim patente que, mudando embora os figurantes, não mudou, ao menos neste caso, uma política de desprezo pelas condições éticas de que uma Autarquia deve revestir-se nos seus contratos, como ficou patente que o Centro Cultural Distrital de Viseu não serve os fins para que foi criado, mantendo encerrado há muitos anos o “Auditório Mirita Casimiro”, de que é proprietário, à excepção de um Festival de Teatro promovido, uma vez por ano, pela Câmara Municipal.

Estas cumplicidades e irregularidades não servem a cidade nem dignificam quem as promove."

Ver mais:

http://viseumais.com/viseu/adelaide-modesto-lamenta-caso-do-centro-cultural-distrital-de-viseu/


06 de Fevereiro de 2014

partilhar em: