Notícias

Assembleia intermunicipal Viseu Dão Lafões

Decorreu ontem no salão nobre da Câmara Municipal de Oliveira de Frades a reunião ordinária, descentralizada, da CIM Viseu Dão Lafões, para aprovação, entre outros assuntos do plano de actividades e orçamento para 2015, e onde estiveram presentes Alberto Ascensão, Secretário da Concelhia, Lúcia Silva e António Amaro (Deputados Municipais) e ainda Acácio Pinto na liderança dos trabalhos.

Foi uma reunião muito participada e em que no período antes da ordem do dia muitos deputados intermunicipais intervieram para levantar questões relacionadas com a região, desde a rarefação dos serviços, à designada municipalização da educação, ao plano estratégico, à assembleia distrital, até uma declaração contra a violência doméstica.

No início da reunião, o presidente da câmara de Oliveira de Frades, Luís Vasconcelos, deu as boas vindas, ao presidente da assembleia e membros da mesa, aos deputados intermunicipais e ao presidente da CIM, José Morgado e demais membros do conselho.

Ler notícia →

29 de Novembro de 2014

Abertura - XX Congresso Nacional do PS

António Costa apresentou no final da manhã do primeiro dia do XX Congresso do Partido Socialista a sua  moção global de estratégia.

"Temos que estar bem cientes da responsabilidade que nos propomos assumir perante os portugueses. Sabemos bem que o futuro do país não é sustentável com base no endividamento. Temos que enfrentar os bloqueios estruturais que bloqueiam o desenvolvimento do nosso país.Vamos aprovar uma Agenda da Década que consubstancia uma visão estratégica para o país. Apostando na valorização dos nossos recursos, na modernização da atividade económica e do estado, no investimento na cultura e na ciência, e apostando na coesão social.

Se este Governo tivesse visão estratégica a última decisão que tomava era cortar 700 milhões de euros no orçamento da educação.Se tivesse visão estratégica não tinha acabado com as novas oportunidades com o enorme desemprego de longa duração, não tinha matado simplex.Se tivesse visão estratégica, este Governo já tinha desistido, já se tinha ido embora.

Este congresso é para olharmos para Portugal e os portugueses e dizer: o PS está aqui para assumir as suas responsabilidades e devolver a esperança aos Portugueses. Contem connosco!"

Ler notícia →

29 de Novembro de 2014

XX Congresso Nacional do PS

Para todos os interessados, aqui fica o horário e a ordem de trabalhos do XX Congresso Nacional do PS que se realiza no Parque das Nações, em Lisboa.

29 DE NOVEMBRO (Sábado)

08:30h Início da Acreditação de Delegados e das Votações para:

- Presidente do Partido

- Mesa do Congresso

- Comissão de Verificação de Poderes

- Comissão de Honra

10:30h Encerramento das Votações

10:30h Sessão de Abertura do Congresso

11:30h Apresentação e discussão da proposta de Revisão Estatutária

12:20h Votação da Proposta de Revisão Estatutária

e da delegação do Congresso na Comissão Nacional do Partido Socialista

12:35h Moção de Orientação Nacional

 Secretário-Geral do Partido Socialista

13:05h Interrupção dos trabalhos

14:30h Discussão da Moção de Orientação Nacional

20:15h Interrupção dos trabalhos

21:30h Reinício da discussão da Moção de Orientação Nacional

23:00h Votação da Moção de Orientação Nacional

Encerramento dos trabalhos

30 DE NOVEMBRO (Domingo)

08:30h Início da Votação das Listas Candidatas aos Órgãos Nacionais

(CN, CNJ, CNFEF)

10:30h Fim do período de votação

11:50h Sessão de Encerramento

12:00h Intervenção do Secretário-Geral do Partido Socialista

Ler notícia →

28 de Novembro de 2014

Sessão Pública - Não à Violência Doméstica

Adelaide Modesto, Rosa Monteiro, Cristina Fonseca, Leonor Nascimento, Olga Sacramento, Susana Lopes, Fátima Ferreira e António Ribeiro de Carvalho foram alguns dos socialistas presentes na Associação Comercial de Viseu, onde decorreu a sessão pública "Não à Violência Doméstica", iniciativa lançada pela Assembleia Municipal de Viseu.

O Debate foi moderado por Cristina Paula Gomes, onde participaram a deputada do PS Elza Pais, Mónica Ferro, Maria José Guerra e Carla Andrade (mais fotografias na página do facebook do Partido).

Ainda no âmbito desta data, a Deputada Municipal do PS, Cristina Fonseca, fez um excelente depoimento que se encontra disponível em vídeo.

Pode ver aqui: 

http://www.youtube.com/watch?v=dSgyip7fSF0&list=UUt3IIMbKjfeKNPDrBWB-Atg

Ler notícia →

26 de Novembro de 2014


Próximos Eventos


Outras notícias

Sobre a confraria infanto-juvenil do Dão a ser lançada pela Câmara Municipal de Viseu, interpelações de Rosa Monteiro na reunião de Câmara e reacções da Juventude Socialista, por Manuel Mirandez.

Ler notícia →

25 de Novembro de 2014

No âmbito do Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres, o Departamento Federativo das Mulheres Socialistas de Viseu organiza amanhã um fórum público intitulado de "Diz Basta à Violência Doméstica".

A sessão decorrerá no Solar dos Peixtos, pelas 21h00, com a presença de vários oradores.

Ler notícia →

24 de Novembro de 2014

Decorreram ontem as eleições directas para o cargo de Secretário-Geral e para os Delegados ao XX Congresso Nacional do PS.

Estavam 700 militantes em condições de votar na Concelhia de Viseu. Os resultados foram os seguintes:

SECRETÁRIO-GERAL:

António Costa - 292 votos

Brancos - 10 votos

Nulos - 24 votos

DELEGADOS:

Lista A - 114 votos (5 delegados)

Lista B - 186 votos (8 delegados)

Brancos - 17 votos

Nulos - 9 votos

Um agradecimento a todos os que participaram neste acto eleitoral e votos de bom trabalho a todos os delegados que irão representar a nossa concelhia no próximo fim-de-semana em Lisboa. 

Ler notícia →

23 de Novembro de 2014

Amanhã, das 14h às 22h, na Sede do PS Viseu, decorrem as Eleições Directas para o cargo de Secretário-Geral do Partido Socialista e para os Delegados ao XX Congresso Nacional do PS.

Na Concelhia de Viseu, foram entregues 2 listas candidatas.

Aqui fica a composição de cada uma:


LISTA A

Alexandre Azevedo Pinto

Olga Sacramento

Bruno Gonçalves

António Saraiva

Ana Rita Alexandre

Marco Cardoso

Susana Lopes

Manuel Costa

Carlos Paiva

Catarina Norte

Fernando Esteves

João Lima

Ana Bela Cabral

Hermínio Moreira

Jorge Resende

Sofia Oliveira

Carlos Lopes

Paula Camila Martins

Sílvia Almeida

Vitor Simão

Suzana Lucas

Flórido Marques

Filipe Nunes

____________________________________

LISTA B

João Paulo Rebelo

António Correia de Campos

Fátima Lopes

Alberto Ascensão

Carlos Portugal

Cristina Fonseca

Alcídio Faustino

Bernardo Simões

Andreia Coelho

José Seabra

Manuel Mirandez

Cristina Varandas

Fernando Cálix

Rosa Ladeira

Cristofe Pedrinho

Alfredo Santos

Sara Calhau

Henrique Sá Melo

João Magno

Mónica Ferreira

António Mouga Lopes

Conceição Matos

Fernando Bexiga

Rui Santos

Ler notícia →

21 de Novembro de 2014

JS diz que Câmara Municipal deve repensar criação da confraria infanto-juvenil do Dão 

A Concelhia de Viseu da Juventude socialista mostra-se profundamente contra a ideia da Câmara Municipal de Viseu de criar uma confraria de promoção do vinho do Dão, destinada a crianças entre os 7 e os 12 anos. 

Para Manuel Mirandez, líder da JS Viseu, “a aposta na promoção do vinho do Dão é de salutar, mas entendemos que há limites” e acrescenta “iniciativas deste género não reforçam a imagem, que muito defendemos dos Vinhos do Dão, pelo contrário diminuem-na e menorizam-na.” 

O líder dos jovens socialistas diz ainda que “ligar crianças à promoção de bebidas alcoólicas não nos parece uma boa ideia” e questiona “esta não será uma forma de instrumentalização política e comercial de menores para “venerar” as opções estratégicas da Câmara Municipal?” 

Manuel Mirandez termina dizendo que “se esta fosse uma iniciativa da sociedade civil, não deixaria de ser condenável, pior se torna quando é a autarquia que toma a iniciativa de a promover.”

Ler notícia →

20 de Novembro de 2014

* Docente do Instituto Politécnico de Viseu e Deputado Municipal do PS

Diário de Viseu - 20/11/2014

Classificar-valorizar o território de Viseu e o seu Centro Histórico

Uma pesquisa no Sistema de Informação para o Património Arquitetónico (SIPA) e no sistema Ulisses da Direção Geral do Património Cultural revela que as classificações, proteções, condicionantes e valorizações de imóveis em muitos dos concelhos da CIM Viseu Dão Lafões são tendencialmente em menor número faceaconcelhos de características similares, o que é particularmente notóriono concelho de Viseu.

Este facto é estranho dado o vasto património histórico, cultural e popular/tradicional de Viseu e dos concelhos adjacentes.

Para a valorização deste território e dos seus bens patrimoniais,seria útil que as autarquias locais, incluindo as juntas de freguesia, em concertação com proprietários, mecenas, participação pública egoverno central,criassem condições paraa atualização e (re)classificaçãodesítios, monumentos e conjuntos arquitetónicos da região embens imóveis de interesse municipal, interesse público, interesse nacional (vulgo monumentos nacionais) ou em outras categorias.

Como passo intermédio para a candidatura do Centro Histórico de Viseu (CHV) a Património Mundial da UNESCO (ensejo público alongo prazo do atual executivo municipal), a sua classificação a breve prazo comoMonumento Nacional seria muito oportuna, obrigando desde já a uma série de restrições positivas para a sua proteção.

Nos próximo anos, o CHV vai ser sujeito a diversas intervenções urbanas nos edifícios e espaços públicos,enquadradas na estratégiapara a sua revitalização. Será fundamental que impulsos de especulação imobiliária (a que a Câmara Municipal de Viseu e a Sociedade de Reabilitação Urbana estarão certamente atentas) ou “descuidos” arquitetónicos não desvirtuem a sua valia patrimonial.

Por outro lado, lançar já este procedimento administrativo para a “classificação nacional” do CHV, com a recolha e sistematização de informação inerente, irá instruir,alicerçar e dar mais propriedade à futura candidatura a Património Mundial, fazendo com que as movimentações urbanísticas que se advinham sejam já enformadas do espírito e padrões internacionais de perseveração patrimonial.

Existe o bom exemplo do Centro Histórico de Guimarães. A sua reabilitação, impulsionada pelo Arquiteto Fernando Távora,culminou na sua classificação como Património Mundial. Foi um projeto concretizado de forma gradativa, ao longo de muitos anos, num trabalho de proximidade com os habitantes e as atividades económicas tradicionais, exigente quanto à qualidade dapreservação e com uma instrução administrativa do processo de candidatura irrepreensível.

Não menos importante neste contexto de classificação do património histórico-cultural do CHV, é a valorização do Museu Grão Vasco — uma das suas principais âncoras —pela suaelevação a Museu Nacional, para a qual todos os agentes locais-regionais responsáveis se devem empenhar.

É o futuro do território de Viseu que está em causa, deve ser pensado estruturadamente no seu todo, com todos e sem grandes preocupações imediatistas.

Pedro Baila Antunes

Ler notícia →

20 de Novembro de 2014